15 Sep 2012

O Martim em banho-maria na Pensão Amor


Dá pelo nome de Martim e acrescenta o artigo definido para afastar possíveis confusões. Toca baixo, "que é para não fazer muito barulho" e está a chegar-se à frente com o disco de estreia, Em banho maria. Senhoras e senhores, O Martim.

Já o vimos atrás do contrabaixo no programa 5 Para a Meia-noite e ao lado de B Fachada. Teve vontade de saltar para a frente do palco, com melodias para fazer bater o pé (Basta ouvir 'Banho maria', o single de apresentação) e letras de poeta de bairro (como a de 'Cais do Sodré'). Foi assim que Martim se mostrou na Pensão Amor, na passada terça-feira, num concerto cheio de amigos, familiares e turistas que não terão percebido nada do que se cantou.

O espaço dá espectáculo só por si e faz instalar uma atmosfera de revivalismo que pouco tem a ver com a música d'O Martim. Uma pop fresca, leve e apetecível.

É quase sempre despreocupada - "Se o Mourinho fosse um carro não tinha metade do estilo que o meu tem/ o meu carro não é betinho apesar de ser de Belém" ('Honda Blues').

Às vezes, vai ao romantismo amargo - "A cor dos teus cabelos é tão menos escura do que tu/ como é que pode um ser tão belo assim ser a encarnação de Belzebu" ('Belzebu, meu amor').

Sempre divertida - "Já nem sei se estar só é melhor que em má companhia/ o que eu não dava p'ra poder tomar banho com a Maria" ('Banho maria'). "É domingo e o telefone toca, é domingo de manhã/ a carteira vazia a cabeça dói e acabou-se o Guronsan" ('Domingo de manhã').

Letras à parte, o melhor deste projecto é a música. Ao vivo, cresce e torna-se ainda melhor.  O blues soa a blues, a pop faz dançar, e há um solo da teclista da banda que impressiona (e que recuperou a atenção dos turistas na Pensão Amor).

Em banho maria já está à venda, pode ser comprado aqui e ouvido em toda a parte. O Martim vai tocar no Clube Ferroviário a 19 de Setembro, no Quiosque Maritaca (Avenida da Liberdade) a 4 de Outubro e no MusicBox a 5 de Outubro.
--

He goes by O Martim, the one and only. His debut album, Em banho maria, is a set of nine fun and toughtful songs, with great melodies. He is a bold rookie in the Portuguese music scene, I tell you that.

Playing guitar and contrabass and some other instruments, O Martim is a great musician and he surrounded himself with talented colleagues, putting up a great live band. If you're in Lisbon in the next weeks, you can catch the band live at:
Clube Ferroviário (Santa Apolónia), September 19th
Quiosque Maritaca (Avenida da Liberdade), October 4th
MusicBox, October 5th.

Till then, take a listen to the album here.